SIMTEHOSP com grande participação de Hospitais de todo o Brasil

A Beneficência Portuguesa de Pelotas organizou na última quinta (23/09/2021) a segunda edição do seu Simpósio de Tecnologia Hospitalar (Simtehosp). Devido à pandemia, essa edição foi totalmente virtuale contou com palestrantes de diversas áreas da saúde e tecnologia, o evento busca levantar debates sobre os próximos passos do setor, bem como os aprendizados que ficarão deste período tão desafiador.

O evento teve sua primeira edição em 2019, frente ao momento de inovações tecnológicas que vivemos, em que diversas startups surgiam e a área da saúde buscava expandir-se através da informatização. Tais processos foram acelerados pela pandemia que vivemos atualmente, e isso deixará aprendizados para os serviços em saúde se otimizarem, fornecendo aos seus colaboradores e pacientes qualidade de atendimento.

Em um momento de tantas dificuldades, temas como telemedicina, gestão de compras, empatia social e segurança foram muito discutidos publicamente, bem como gestão pública e hospitalar. Por isso, estes assuntos foram centrais nas palestras e debates promovidos pelo simpósio (confira abaixo a lista de palestrantes). Para a Gerente Administrativa da Beneficência Portuguesa e idealizadora do Simtehosp, Diovana Matos, é importante discutir neste momento os próximos passos da saúde, entre erros e acertos dos últimos anos, para saber para onde iremos. Segundo ela, o evento também trouxe a oportunidade de deixar um legado de relacionamento e parcerias para as instituições participantes, bem como aprendizado tecnológico.

Legado
Com palestrantes e plateia de diversas regiões do estado e até mesmo de outras partes do país, a ideia do evento foi centrar o debate justamente em melhorar o serviço em saúde para todas as partes envolvidas, tanto empresas quanto pacientes. A chefe do Setor de Informática do Hospital, Lisete Leitzke, diz que o debate tecnológico em instituições hospitalares é de extrema relevância para buscar otimização. “A margem de erro diminui muito, tanto no atendimento ao paciente quanto na gestão de gastos”, garante, ressaltando que o uso de softwares e inteligência artificial são de extrema relevância neste processo.

Para Jorge Branco, CEO da JME Informática, parceira tecnológica da Beneficência Portuguesa e apoiadora do evento, “este tipo de convenção tem um papel fundamental para que a área hospitalar comece a identificar tecnologias para auxiliar tanto na parte assistencial quanto na parte de gestão. Além disso, acaba integrando hospitais e apresentando oportunidades que lhes alavancarão no futuro próximo”.

Além da JME, o evento teve apoio do Saúde Maior, Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre (Sindhospa) e da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul.

Palestrantes
Foram cinco palestrantes, além de cases de soluções apresentados nos intervalos.  Entre os palestrantes estavam: Luís Lamb – Secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul com o tema “Inovação e desenvolvimento econômico do Rio Grande do Sul”; Dr. Cláudio Nunes – Médico cardiologista e consultor da JME Informática, com o tema “Empatia social e cuidados centrados no paciente com apoio da Inteligência Artificial”; Bruno Custódio – ISV Sales Manager da Sky.One, Marco Guttler da CIO da JME e Rangel Carissimi do Hospital São José de Barão RS, com o tema “Mais segurança e produtividade para hospitais”;  Maria Cristina Cotta Matte – Biomédica do Hospital Moinhos de Vento, com o tema “Telemedicina – Da teoria à prática”; e André Zuritta – Publicitário da Bionexo, com o tema “Os desafios do planejamento de compras frente à pandemia”.

Para ver o vídeo completo do evento, vá ao canal do Youtube da JME: https://www.youtube.com/watch?v=sHvlCtihmHw&t